sexta-feira, 4 de maio de 2018

Beneficio da Linhaça

     A linhaça, semente do linho (Linum usitatissimum), possui registros que comprovam sua utilização desde a antiguidade, mais precisamente 5000 anos antes de Cristo, na Mesopotâmia. Originária da Ásia, foi difundida pelo mundo todo pelo seu alto valor nutricional e funcional, sendo consumida principalmente na América do Norte e na Europa. Esse alimento é reconhecidamente um dos mais ricos em Ômega-3 e Ômega-6 existentes na natureza, além de possuir vários outros nutrientes benéficos, como as fibras e os compostos fenólicos, que exercem importante papel antioxidante. A recomendação da proporção entre o Ômega-3 e o Ômega 6 na dieta é de 1:4, respectivamente, sendo que a quantidade presente no óleo da linhaça é de 1:3, muito próxima da ideal.
     Dentre os benefícios desses ácidos graxos essenciais, destacam-se o alívio dos sintomas do período pré-menstrual, por diminuir a retenção de líquidos, e a proteção contra danos celulares e, consequentemente, contra doenças como o câncer. Além disso, as lignanas presentes na linhaça possuem compostos importantes na menopausa por serem um agente natural na reposição do estrógeno. Outros benefícios bastante conhecidos são o poder de melhora na digestão, auxílio no controle da glicemia, redução no aparecimento de doenças inflamatórias, prevenção de anemia, redução do LDL ("colesterol ruim"), fortalecimento do sistema imunológico, entre outros.
     Vários estudos indicam o consumo de linhaça para diabéticos, por estabilizar os níveis de glicose sanguínea. A linhaça também é muito indicada para auxiliar na prevenção da obesidade, já que, segundo pesquisas, ela ativa o metabolismo.Além da ótima quantidade de fibras e ácidos graxos essenciais, a linhaça também possui quantidades significativas das vitaminas B1, B2, C e E, e dos minerais cálcio, ferro e zinco.
     Por ser um alimento com tantas propriedades benéficas ao organismo, a linhaça é amplamente utilizada na gastronomia. Pode ser usada em diversas receitas, como em pães, por exemplo, ou simplesmente adicionada a um suco para enriquecer seu valor nutricional.



quinta-feira, 5 de abril de 2018

Você já ouviu falar de marketing pessoal?

Sonia Simões Colombo, no livro Marketing Educacional em Ação: Estratégias e Ferramentas, traz uma visão de marketing pessoal que engloba tanto ter as competências necessárias quanto ter a autoconfiança para demonstrá-las na busca por ser mais competitivo no mercado.
Ou seja, o Marketing Pessoal é como você usa suas habilidades e conhecimentos como uma ferramenta para promover sua própria carreira. O mercado está cada vez mais competitivo e há várias formas de você dar destaque para seu currículo. Há sempre um diferencial que pode ser destacado e quem sabe fazer um bom Marketing Pessoal usa isso a seu favor.

Para aqueles que não sabem, basta ir atrás para aprender. Já existem livros sobre isso no mercado sendo vendidos. Mas cuidado! Alguns podem confundir mais que ajudar. Se você sente que precisa de ajuda de outra pessoa para aprender a fazer seu Marketing Pessoal, já pensou em fazer uma Orientação Profissional? Há psicólogos preparados para te ajudar com isso.

Escrito por Sheila F. Machado - Psicóloga Clínica - CRP-01/16880

terça-feira, 6 de março de 2018

Colesterol

     O colesterol é uma substância produzida em nosso organismo que também estar presentes nos alimentos. Existem dois tipos de colesterol:
  • LDL (chamado de mau colesterol) transportado na corrente sanguínea, em excesso pode ficar armazenado nas paredes dos vasos sanguíneos dificultando a passagem do sangue e podendo até causar o entupimento dos vasos (Arteriosclerose), quando isso acontece, aumento o risco de ataque cardíaco (Infarto), ou derrame cerebral (AVC = acidente vascular cerebral).
  • HDL (chamado de bom colesterol) ele remove o excesso do LDL, evitando que fique preso nos vaso e com isso facilitando a circulação sanguínea.

ALIMENTOS QUE AJUDAM A REDUZIR O COLESTEROL

     Aipo (salsão), alcachofra, alho, ameixa preta, amora, aveia e farelo de aveia, azeite de oliva extra virgem, castanha do pára, castanha de caju, cereais integrais, nozes, amêndoas, pêra, pêssego, cenoura, quiabo, soja, abacate, linhaça, espinafre, couve, rúcula, laranja, kiwi, limão, quinoa, suco de uva integral...
     Sugestão de coquetel hipocolesterolêmico: 1copo de suco de laranja ou leite desnatados, 1 banana, 2 colheres de sopa de farinha de soja, adoçante ou açúcar.

O QUE EVITAR?

     Vida sedentária, frituras, manteiga, creme de leite, chantilly, maionese, pele de frango, gordura de carne, fígado e miúdos, leite integral e queijo gordos, bacon, sovertes, doces, biscoitos amanteigados e recheados, manteiga, embutidos (lingüiça, salsicha, salame, mortadela...), gema de ovo, frutos do mar (lagosta, ostra, camarão), produtos industrializados congelados (empanados, hambúrguer), bebidas achocolatadas, refrigerantes e bebidas alcoólicas, doces concentrados.

DICAS PARA REDUZIR O COLESTEROL

  • Escolha alimentos ricos em fibras: frutas vegetais crus e integrais (pães, biscoitos, arroz, aveia);
  • Leia os rótulos dos alimentos, evitando os que são ricos em gorduras saturadas;
  • Tome um copo de suco natural/ integral de uva; (encontra-se em loja de produtos naturais ou até mesmo em supermercado. Importante que seja puro!
  • Prepare os alimentos assados, grelhados e cozidos. Evite frituras e reutilizar óleos;
  • Pratique atividade física regularmente com orientação medica.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

A ARTE DE PLANEJAR

     Por vezes definimos um objetivo em nossas vidas, mas não sabemos nem por onde começar. Fazemos várias tentativas para alcança-lo, mas enfrentemos duros obstáculos no meio do caminho. Uma coisa que pode nos ajudar a atingir nossos objetivos é fazer um planejamento.
     Quando planejamos calculamos os riscos e as etapas que precisaremos percorrer. Assim temos uma noção maior do que precisamos desenvolver antes de seguir em frente na hora de atingir o objetivo. Se a escolha dessas etapas não for realista, trará apenas frustração.
   O segredo da arte de planejar é estabelecer pequenas etapas, metas que estejam dentro da nossa capacidade e que aumentem gradativamente de complexidade. Por exemplo, uma pessoa que não tem hábito de estudo jamais vai conseguir passar um mês estudando 8h todos os dias logo de início. É necessário começar com menos horas para depois de algumas semanas já conseguir estabelecer o ritmo de estudo que tanto sonha.
     Planejar é uma arte, exige autoconhecimento, autocontrole, saber observar o contexto em que estamos e, por que não, saber lidar com frustrações. Às vezes é necessária a ajuda de um profissional. Não tenha medo de pedir ajuda! Quem aprende a planejar vai longe e um psicólogo pode te auxiliar a desenvolver o que você precisa para ser um grande planejador.
















Escrito por Sheila F. Machado - Psicóloga Clínica - CRP-01/16880

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Entendendo um pouco sobre a nutrição





     A nutrição é a ciência que estuda a composição dos alimentos e as necessidades nutricionais do indivíduo, em diferentes estados de saúde e doenças.

    Alimentar-se é o ato de fornecer alimentos ao organismo. A nutrição se inicia depois que os alimentos entram no organismo e são transformados em nutriente. Estes nutrientes são: carboidrato, proteína, gordura, vitaminas e minerais.

   O profissional nutricionista atua em diferentes áreas ligadas à alimentação e à nutrição, contribuindo para que o público atendido usufrua melhores condições de vida e saúde. A prática profissional do nutricionista assegura:
1. uma alimentação equilibrada, como consequência do planejamento e da elaboração de cardápios, que levam em conta características individuais como idade, sexo, nível de atividade física, patologias, momentos biológicos específicos (gravidez, adolescência, terceira idade) etc.;
2. a racionalização dos custos com alimentação, incluindo a orientação quanto ao correto armazenamento e recepção dos gêneros alimentícios, tendo em vista a qualidade e a otimização dos recursos existentes;
3. o controle das condições higiênico-sanitárias do Serviço de Nutrição em todos os setores, a fim de evitar possíveis contaminações;
4. o treinamento, a orientação e a coordenação dos funcionários que desenvolvem atividades relacionadas ao serviço de alimentação;
5. implementação de programas de educação alimentar, que visem à promoção da saúde;

Os locais de atuação de um profissional nutricionista pode ser:

  • Creches e escolas;
  • Alimentação coletiva;
  • Hospitais e clínicas;
  • Restaurantes comerciais;
  • Spas;
  • Saúde coletiva;
  • Ensino;
  • Esportes;
  • Estética ligada a nutrição;
  • Personal diet; entre outros.


Fonte: Secretaria de Estado e Saúde e Conselho Regional de Nutricionistas

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Para que serve a Orientação Profissional?



O mundo do trabalho vive em constante mudança, novas profissões vão surgindo a cada momento enquanto outras vão desaparecendo ou se transformando. Ao mesmo tempo em que as profissões estão nesse processo de transformação, o acesso a informação está se tornando mais fácil. Ter acesso a uma informação está literalmente na ponta do dedo, seja por notebooks, tablets, smartphones, entre outras fontes. Em um mundo que muda de forma acelerada e uma chuva de informações está ocorrendo a cada momento, como escolher uma profissão ou mesmo traçar o rumo de uma carreira? O que levar em conta nessa escolha?
O trabalho da Orientação Profissional é voltado para a facilitação da escolha profissional. Quem busca a orientação, seja adolescente ou adulto, tem oportunidade de passar por um processo de autoconhecimento que tornará escolher uma profissão ou planejar sua carreira menos assustador, já que há vários fatores, internos e externos, que influenciam na escolha a ser feita e a indecisão pode ser fruto da dificuldade em saber o que levar em consideração no momento da escolha.
Quando se fala em Orientação Profissional, está se falando de um processo que serve tanto para a primeira escolha profissional, quanto para o direcionamento de carreiras ou redirecionamento de carreiras, pois as profissões e carreiras são dinâmicas e no momento que a dificuldade para tomar uma decisão profissional aparece, o orientador profissional será o facilitador para o desenvolvimento que a pessoa precisa para que sua escolha seja feita com certa segurança.
É importante considerar também que uma escolha profissional mal feita pode gerar prejuízos na saúde mental de uma pessoa, logo a Orientação profissional é uma ferramenta promotora de saúde. A falta de aptidão, de identificação ou mesmo de possibilidades de atuação no mercado de trabalho pode gerar no profissional uma série de transtornos mentais que necessitaram de acompanhamento profissional especializado. Quando se passa por uma Orientação Profissional, esses fatores são levantados antes do momento da escolha, assim possibilitando que sejam tomadas decisões que levem a uma vida profissional mais saudável.
E você, já sabe qual rumo quer dar sua vida profissional? Está em dúvida e precisa de uma orientação? Ou conhece alguém que está passando por essa dificuldade no momento? O psicólogo orientador profissional pode lhe ajudar!


Escrito por Sheila F. Machado - Psicóloga Clínica - CRP-01/16880